domingo, 6 de julho de 2008

Relatório: Encontro do Grupo de Estudos de Literatura Fantástica


Mais uma vez ocoreu um encontro do GELF dentro do Fantasticon 2008, concomitantemente ao Encontro Internacional de RPG, promovido por Devir e Terramédia.

Era dia 5 de julho de 2008, na sala 115 do Colégio Marista Arquidiocesano, e nosso horário foi das 9h às 11h.
Houve algum atraso para começar, pois ninguém achava a sala! Mas depois algumas pessoas se encontraram naquele verdadeiro labirinto e o encontro contou com 16 presenças, sendo que 13 delas assinaram o Caderno Branco de presenças: Fábio "Quéé", Francisco "Aldaron", César "Elfhelm", Pedro Henrique, Amelina "Miluiel", Letícia, Carlos, Álvaro "Tar-Palantir", Iara, Thaís, Mônica "Nomi", Helena Gomes e Rosana "Shelob".

O tema, "Contos de Fadas: Arquétipos e Fantasia atraves dos séculos" foi discutido a partir de uma apostila elaborada com versões e análises sobre a história de Chapeuzinho Vermelho.

Foi feita a leitura do conto, na versão de Perrault, seguido por algumas comparações com a versão dos Irmãos Grimm e comentários de Bruno Bettelheim (A Psicanálise dos Contos de Fadas) sobre a simbologia e os elementos recorrentes do conto. Tais elementos aparecem em suas várias versões, incluindo-se versões arcaicas em que surgem fatos ainda mais bizarros do que o convite do lobo para que Chapeuzinho entre a cama com ele, como versões em que o lobo faz a menina comer a carne da avó e beber seu sangue. Depois foram lidos textos de autores diversos que se utilizaram dos elementos da história ou recontaram o conto de Capeuzinho: Monteiro Lobato, Aurélio de Oliveira e Raphael Draccon (que também estava presente ao Fantasticon!).

Houve muitas análises dos ditos elementos, como o chapéu (ou capa) que a garota recebe da avó, simbolizando um rito de passagem da avó para a neta; a floresta, sempre um arquétipo ligado às forças básicas, instintivas do ser humano; a cor vermelha (o sangue, a força da vida, a chegada da puberdade, o defloramento), o lobo (ícone presente em muitas culturas e mitos, inclusive totêmicos). E a comparação com fatos presentes no enredo de outros contos clássicos também, como Branca de Neve, Cinderela, e encerrando com uma narrativa de Os Sete Cisnes, de Andersen.

O assunto, por ser muito amplo, deve ser tetomado na Lista de Discussão!

Um comentário:

Tiago Lobo disse...

Isso será ótimo!

Como eu não pude ir no evento pelo menos posso acompanhar a discussão na lista :)

ABraço!